Visitantes:

AmazingCounters.com

                                Caminhada do Porto até Santiago Compostella  (Finisterra)

                                                   1 Dia: Porto- Povoa de Varzim: 44 Kms

     As 4:30 da manhã cheguei ao porto, comecei a caminhar, qual o meu espanto ver tanta malta na rua a festejar a vitória do Benfica, 5 minutos depois já estava perdido nas ruas estreitas e escuras da zona ribeirinha do Porto, onde a malta pensava que eu era um Camon perdido, mas depois de uns 30 minutos  lá segui o Douro, até a costa e comecei a subir, estava a espera que o percurso estivesse marcado como o caminho central mas não,marcação escassa, pois eu por vezes desviei-me para Caminho da Senda Litoral, que é outro caminho mais junto as Praias que o Caminho da Costa. Depois passei Leixões, Matosinhos, Vila do Conde e finalmente Povoa de Varzim, onde fiquei no Albergue da Paróquia, onde também estava uma Peregrina Francesa. Neste primeiro dia estava a espera de gd confusão das cidades mas não, pois o percurso foi quase todo Beira Douro e em passadiços de madeira, ciclovias até Póvoa onde tive imensa dificuldade em utilizar os Bastões. Neste primeiro dia tive a companhia de um Australiano reformado mas estava cansado e na parte da tarde continuei sozinho. No primeiro dia muitos peregrinos costumam apanhar autocarro ou metro até Povoa e depois começam a caminhar. Sinto que abusei neste primeiro dia, pois fiz 44 Kms com 16 Kms as costas, enfim.......

Imagem intercalada 1

  2 Dia: Póvoa Varzim até Esposende (Marinhas) 25 kms

      Hoje comecei meu caminho as 7:30 com pouco de chuva mas uma hora dps estava nublado e ventoso, caminhei sozinho sp junto a costa, mas encontrei uns 7 peregrinos ke estavam pior que eu ehehhh, comecei oferecer o voltarem fiquei sem nada..... até agora não encontrei peregrinos portugueses, talvez por isso quando falam cmg pensam ke sou inglês. Esta tarde a meio do percurso, tirei uma siesta em Esposende, veio um senhor a falar inglês e ofereceu me um bolo:-), depois falamos um bom bocado em português:-). Caminhada continua sem bolhas yeahhhh mas as pernas acusam o excesso de ontem. Gostei imenso do Albergue de Marinhas, gerido pela Cruz Vermelha onde fui o primeiro a chegar mas ao final do dia já estavam uns 10 peregrinos, pessoal reformado. Amanhã espero chegar Viena do castelo, eu e a minha mochilinha, sempre juntinhoss. Hoje fiz poucos kms para recuperar do excesso de ontem.
Imagem intercalada 3

3 Dia: Marinhas - Viana do Castelo (25 kms)

     Comecei as 7 da manhã, percurso está bem sinalizado, ainda não encontrei peregrinos portugueses, aliás este caminho tem poucos peregrinos. Eu e a mochilinha sempre juntinhoss, já vou sentindo saudades das pequenas coisas ke fazia, enfim...tenho caminhado quase sempre sozinho, quando dou por mim estou a falar sozinho ou a cantar, parece que o tempo aqui é mais longo, custa a passar. Neste dia caminhei um pouco com uma Francesa, Aurélia mas estava com muitas dores no joelho.Em Viana do Castelo tirei uma soneca e perdi-me no tempo. Tive dificuldades em encontrar o Albergue, amanhã espero chegar a Caminha ou passar p Espanha de barco.

Imagem intercalada 4

                                          4 Dia: Viana Castelo até lá Guarda (40 kms)

      Finalmente Espanha!!!! comecei caminhar as 6 da manhã sempre debaixo de chuva, ao meio da tarde acalmou, passei por Praia âncora, depois Caminha onde apanhei o barco para La Guarda e quando sai do barco apanhei tanta água em cima até ao albergue (3 kms), fiquei como um pinto, ver se agora seca. hoje caminhei umas dez horas sempre sozinho com minha mochilinha e a maldita chuva, psicologicamente tem impacto terrível, pés sempre encharcados, passar pelo mato e trilhos encharcados, caminhos que são autênticas ribeiras, já sei que amanhã quando acordar terei colocar os pés nas botas encharcadas rsssssss. Tou sozinho num albergue municipal, ontem fiquei num convento. Aki temos facilidade em falar c espanhóis, galegos, falam como nos, mas os Andaluzia não se percebe nada rs....meu receio agora é o tempo, mas tenho ke pensar, etapa a etapa, dia após dia, pois as previsões .... eskece......ps: não gosto andar sozinho, prefiro a partilha....falo sozinho....penso sozinho, canto sozinho, e está noite tou sozinho no albergue......cá vou eu preparar as sandes p comer amanhã durante a caminhada, grande abraço. Ultreya.
Imagem intercalada 5

5 Dia: La Guarda até Ramalhosa total 40 kms 

     Ás (4:30 )já caminhava pois passei a noite no albergue com umas trinta camas vazias, e tantos, tantos mosquitos, estava sp acordar e tentar mata-los.hoje tive uma surpresa, um senhor chamou por mim e disse ke  estava acompanhar minha caminhada no fb, dps ofereceu  um café, num belo albergue, albergue da Aguncheiro. Encontrei tb um grupo de ciclistas portugueses ke iam p Santiago em btt!!!! Caminhei quase 10 horas, sempre sozinho, no caminho da costa vê se poucos peregrinos mas acho ke está a mudar, hoje passei por Oia (Lindo Mosteiro e praia), Mougas, Baiona (lindas praias e castelo) e finalmente Ramalhosa, onde cheguei completamente exausto, capaz de dormir em qualquer sitio, fiquei num Albergue, parecia um convento em pedra com o  um enorme jardim onde fiz a minha meditaçao. Hoje só apanhei um pouco de chuva na parte da manhã depois melhorou 😉. É bom estar sozinho mas tanto tempo.....pessoa fica mais sensível a tudo, parece outro eu, mais frágil, inseguro obrigado pelo apoio, ao final do dia dps de comer e lavar roupa venho ao fb receber a energia e o carinho da malta, fico.........obrigado 😆
Imagem intercalada 6


6 Dia: Ramalhosa até Redondela (42 kms)

     Finalmente um dia sem chuva, só encontrei uma peregrina em sentido contrário. Ao final do dia cheguei ao albergue, está cheio de peregrinos, amanhã não vou estar sozinho, sinto falta de estar c alguém, está noite combinei ir comer algo c grupo de peregrinos. Tou c tantas saudades do nosso Algarve, passo o dia a seguir setas amarelas, perdi me algumas vezes pois caminho da costa têm poucas marcações, perdi-me em cima do monte antes de Redondela, andei as voltas e vim parar ao mesmo sitio. Ao tomar duche encontrei duas pequenas bolhas mas nada de dores.hoje vou matar saudades de falar, de estar c pessoas, sinto tanta falta..... ultreya :-).

7 Dia: Redondela até Pontevedra (18 kms)

     Já passou uma semana, parece que foi há meses. hoje tirei barriga da miséria, aproveitei para matar esta solidão, conheci imensos peregrinos, falei, ouvi, caminhei, convivi, abracei........peregrino de granada fez almoço/jantar uma paella no albergue e convidou me:-). Os caminhos de Santiago tem uma magia, os peregrinos falam entre si como se fossem amigos, velhos amigos, acabam por contar toda a história da sua vida. ontem uma senhora de 65 anos alemã contou me que o marido tinha falecido há 5 anos, depois da sua morte pegou nas cinzas e foi espalhando pelo caminho, e que toda a sua família veio de avião até Santiago prestar a última homenagem ao seu marido, enfim....Foi uma noite e dia que aproveitei para fazer poucos kms, sem chuva,confraternizei, encontrei montes de portugueses a pé e também de bike. Conheci também peregrino de Vila âncora que acompanhou a minha caminhada no grupo da costa do fb. Amanhã vou mudar a minha rota, vou sair do caminho central português e entrar na variante espiritual do caminho de Santiago, já avisaram que vai ser um caminho de 4 dias, pouco percorrido até Santiago, mas tem de ser, é um caminho que quero realizar, ja fiz as minhas tarefas diárias, lavar roupa, Fazer sandes p dia seguinte e levar fruta. Hoje vi imensa gente a caminhar com dores, coxear, mas devagarinho ..... chegarão a Santiago:-). Peregrinar não é fácil, temos estar preparados p tudo.... desde o início da minha caminhada, sabia qual o meu ponto fraco, dificuldades em estar vários dias isolado.......bom fim semana a todos, obrigado, ultreya:-)

Imagem intercalada 7

.

8 Dia: Pontevedra até Armenteira (26 kms)

     Hoje iniciei a variante espiritual do caminho português, voltei novamente a minha caminhada solitária, ao 6 km sai do caminho central onde estavam imensos peregrinos, depois....... bem voltei a caminhar sozinho sem ver ninguém é regressou também a chuva.....voltei a caminhar no silêncio, mais sensível, mais pensativo. O outro Deni, falar sozinho, com as árvores, meus bastoes, minha mochila enfim.........há sítios que nos dizem algo, transmitem vontade de estar, de voltar, ke nos transmitem boa energia, aconteceu comigo num sítio chamado Combarro, junto ao rio, foi meu momento onde parei e deixei o tempo passar por mim😉. Depois de Combarro foi sempre a Subir ate Armenteira, onde esta um Mosteiro Enorme. Esta vida de caminheiro esta dar cabo de mim........ saudações escalfadinhas, ultreya :-).
Imagem intercalada 8



9 Dia: Armenteira até Vila Arousa (25 kms) 
     Comecei a caminhar com chuva no monte, sempre descendo ao lado de cascatas até ao mar, floresta, lindooooo, provavelmente a etapa mais linda do caminho espiritual, tou ansioso para chegar a Santiago, para não fala r das saudades que tenho daquela vida normal. Hoje foi uma etapa solitária :-(. Amanhã vou realizar uma etapa completamente diferente, barco e caminhada. Segundo a lenda, os restos mortais do apóstolo subiram pela o rio de barco até padron, vou fazer o mesmo é depois caminhar :-). Em Vila Arousa, estive com Serafim, senhor que acompanha os Peregrinos, participei numa procissão onde as ruas estao repletas de desenhos com Sal e Altares, falei imenso com o senhor ke toma conta do Albergue Amanhã vou cruzar com caminho central novamente :-). Saudações escalfadinhas, ultreya.

Imagem intercalada 9


10 Dia: Vila Arousa até Teo: 42 kms, (28 de barco resto a pé)

     TA QUase...... :-). Hoje fiz primeiros 26 kms de barco de Vila Arousa, tal como foi transportado os restos mortais do apóstolo até padron segundo a lenda.... Amanhã Santiago yeahhhh!!!!!!!! Esta manhã no barco, apanhei chuva, e também no final da caminhada. Quando cheguei a Padron comecei a ver imensos peregrinos, e no albergue de Teo também:-). Em Teo estive com amigos peregrinos que conheci em PonteVedra Está quaseeeeeeee :-). Saudações escalfadinhos, Ultrey.a :-).



Imagem intercalada 10

11 Dia: Teo, Santiago e Negreiros (40 Kms)

     Consegui!!!!!!! Chegar Santiago Compostela, 11 intensos dias, parece que foram meses repletos de fortes emoções:-). Este última manhã estive sempre acompanhado, aiiiiiiiiiii como é bommmmmmm :-). Depois de levantar diploma na oficina do peregrino e comemorar, veio a pior parte, a despedida dos meus dois amigos e depoissssssssss. ....... como sonho de qualquer peregrino depois de chegar a Santiago é chegar ao mar, Finisterra e deixar lá as botas :-). Voltei novamente andar sozinho, akela sensação de insegurança ke nos leva ficar mais sensíveis, mais pensativos, onde o tempo é nosso amigo e custa a passar, lá fui eu com a minha mochila para mais uma caminhada de 4 dias, até ao mar, até Finisterra :-). Hoje fiz 16 kms até Santiago e depois do almoço fiz mais 24 até Negreiros, eu e a minha Mochilinha........ Já estou super feliz, consegui chegar a Santiago. Lá vou lavar a roupa e comer algo :-). Saudações Escalfadinhos, Ultreya......


Imagem intercalada 11

12 Dia: Negreiros até Oliveroa (48 kms) 
     No 12 dia passei toda a manhã caminhar com jornalista australiana e mais dois Italianos, neste caminho para Finisterra há imensos peregrinos. Ao final do dia, mesmo antes de chegar ao Albergue, falei 5 minutos com um Turco e bastou para dizer: Vou acampar contigo:_). continuei e fui acampar numa floresta, ele esta a viver a caminhar, quer ver se consegue andar assim durante um ano, até gastar o dinheiro, depois volta para casa. Gurgrammm.É tao bom  dormir com as estrelas ke bommmmmmm!!!! Saudações escalfadinhos, Ultreia 

Imagem intercalada 12



13 Dia: Oliveroa até Lires: (36 kms) 
     Foi um dia de muito calor e solitário andei junto ao mar, Muxia (lindas praias) conhecida pela costa da morte, onde o sol morre.Andei metade do Dia Com Gurgram e depois de despedir continuei a minha caminhada, estou com pressa nesta fase pois tenho que estar na segunda feira para trabalhar rsssss.

Imagem intercalada 13

14 Dia (último dia): Lires até Finisterra (21 kms)

      Finalmente cheguei ao final da costa da morte, final de mais uma caminhada já estou no reino dos Algarves:-) e de barba feita.. Em Finisterra os peregrinos costumam queimar as botas e a roupa da peregrinação, nao foi meu caso. Depois de Chegar a Santiago fiquei mais um dia no Seminario Menor, onde aproveitei para desfrutar do espirito dos Peregrinos de Santiago, da Praça, dos artistas que tocam, amo esta cidade, sinto-me tao bem, sempre que venho parece que estou novamente a nascer, Ultreya amigos :-). Saudações escalfadinhas e boa sorte para outros peregrinos algarvios que estão realizar caminhos Santiago, ânimo:-).


Imagem intercalada 14



15 Dia  Fiquei no Seminário Menor em Santiago Compostella, onde passei maior parte do tempo sentado ao sol em plena praça frente a Catedral de Santiago. Ke, Bommmmmm :-).
RESCALDO:
Esta foi a caminhada mais solitária que fiz,  14 dias ao longo de 472 Kms (média 33 kms por dia) com mochila de 16 Kms,foi um bocado puxado, difícil mas felizmente só senti cansaço e nada de lesões, mas senti uma terrível sensação de solidão ao longo da caminhada. Resumo das minhas Etapas:
1 Dia- Porto até Povoa do Varzim: 44 Kms
2 Dia- Povoa do Varzim até Esposende (Marinhais): 25 Kms
3 Dia- Esposende(Marinhais) até Viana do Castelo: 25 Kms
4 Dia- Viana do Castelo até A La Guarda: 40 Kms
5 Dia- A La Guarda até Ramalhosa: 40 Kms.
6 Dia Ramalhosa até Redondela_ 42 Kms
7 Dia Redondela até Pontevedra: 18 Kms
8 Dia Pontevedra até Armenteira: 26 Kms
9 Dia Armenteira até Vila Arousa: 25 Kms.
10 Dia: Vila Nova de Arousa até Teo:42 kms
11 Dia: Teo, Santiago(16) e depois até Negreiros(24): 40 Kms
12 Dia: Negreiros até Oliveroa: 48 Kms.
13 Dia- Oliveroa até Lires: 36 Kmss
14 Dia: Lires até Finisterra 21 Kms
15 Dia:Passear em Santiago Compostella

Caminho Santiago pela Costa do Porto até Santiago (Variante Espiritual).


Caminho Santiago Portugues pela Costa


TAAAA QUASEEEEEE!!!!! Porquê? Não sei!!!! Mas é algo que todos anos sinto falta, viver duas intensas semanas somente com uma mochila, casa as costas dormir em qualquer sitio.Este ano decidi fazer o Caminho de Santiago pela Costa e fazer a variante Espiritual. No total tenho duas semanas para realizar esta caminhada que terá inicio no dia 21 Maio no Porto e espero regressar dia 5 ou 6 de Junho. 

Expedição/Caminhada de Odeceixe - Carrapateira (2 dias).

No dia 30 de Abril e dia 1 de Maio os Escalfadinhos Marafados realizaram mais uma inesquecivel e memoravel expedição de dois dias pela costa Vicentina: 1 Dia de Odeceixe: Partimos as 7.30 de Odeceixe, fomos direção a praia pelo trilho dos pescadores, apanhamos as Levadas dos Sudoeste no trilho histórico até Rogil onde fizemos uma paragem e atacamos no Museu da Batata doce. Depois do Abastecimento seguimos direcção aljezur onde almoçamos no parque de Merendas. Depois de Aljezur seguimos mais 12 kms de sobe e desce até Arrifana onde pernoitamos na pousada da Juventude.
No dia 1 de Maio partimos as 8.30 da Pousada e durante 24 kms não apanhamos nenhum sitio para abastecer de agua, foi um percurso com muita serra e desgastante, mas a meio da tarde já estavamos na lagoa da Carrapateira abastecer novamente. Muito obrigado por este fim semana:-).



 https://www.facebook.com/carene.silva/videos/vb.100006710173163/1781783662055289/?type=2&theater

Festival de Caminhadas do Ameixial de 22 a 25 Abril 2016

Festival de Caminhadas do Ameixial de 22 a 25 Abril 2016


 No sábado dia 23 de Abril pelas 15 horas, WorkShop Técnico Longas travessias em autonomia total: Regras e dicas para a preparação de longas caminhadas (Deni Vargues).  No dia 25 de Abril Caminhada de Ligação Ameixial à Via Algarviana num total de 20 kms (Guia: Deni Vargues & Escalfadinhos Marafados).






Conseguimos !!! Caminhamos durante 22horas e 50 minutos para percorrer 101 kms de Mérida, com temperaturas de 3 e 4 graus durante a noite, 11 escalfadinhos marafados, parabéns a todos, aos 8 conseguiram destaca se Natália Natalia Gago, Lurdes Rafael , Vítor Dias, Carene, Antonio Silva, Eurico Lopes, Helio Neto, Rita, Renato Leoone e Paulo Dias. Foi um fim semana cheio de emoções fortes e intensa. Merida 2016 Já Esta, qual será a próxima Aventura ?





V Caminhada/ Trail Mãe Soberana

Dia 10 de Abril

I Nível
(11 Kms):
Partida da Tôr pelas 10.45 (Junto a Igreja).

2 Nível
(16 Kms):
Partida de Querênça pelas 9:30 (junto a Igreja).

3 Nível
(22 Kms):
Partida de Benafim pelas 8:00 (Sede do Sport Club Benafim)


Uns por desporto, outros por fé, todos os caminhos irão dar a Igreja da Mãe Soberana.



Organização:
Escalfadinhos Marafados
União de Freguesias de Querença, Tôr e Benafim
Sport Club Benafim

Kaminhada de dois dias pela Via Algarviana entre Messines & Monchique com Escalfadinhos Marafados






MUITO OBRIGADO!!!! Aos Caminheiros da Expedição de dois dias dos Escalfadinhos Marafados nas duas Etapas da Via Algarviana entre Messines & Monchique onde, fizemos mais de 60 Kms, mais de 2000 metros de Acumulado em Subidas com dormida num pavilhão em Silves. Muito obrigado a Isa Parreira e outro muito obrigado ao Escalfadinho Marafado Jorge Ramos. Obrigado ao Sportclubenafim Benafim pelo Empréstimo da Lizete. Dar os parabéns a Team Bolha de Portimão, quando queremos conseguimos!!!! Não me esquecerei de realizar o compromisso com a Equipa da Bolha de organizar aquele Evento smile emoticon. Obrigado ao Escalfadinho Mário Gonçalves pelas Fotografias e também por aturar-me durante estes dois longos dias, ainda não foi desta que dei cabo deste malvado. Parabéns a Almargem, pelas alterações realizadas na Via Algarviana, belos trilhos, rumo a Picota sem asfalto e por trilhxos com imensas ribeiras, Fornos, Termas e grandes rampas eheheh. Aos Escalfadinhos que não participaram não se preocupem pois malta irá organizar mais Loucuras destinadas a pequenos grupos e com dificuldade média/ elevada ehehehe. ESTA É A TRIBO DOS LOUKOS, Em Fevereiro gostaríamos contar com a vossa presença no I Encontro dos Amigos dos Caminhos de Santiago da Região do Algarve a realizar no Sábado dia 13 de Fevereiro pelas 15 horas na Biblioteca de Loulé.

Via Algarviana entre Barranco Velho & Messines Total 53 Kms



Escalfadinhos 1º Dia(B.Velho-Benafim)

   
  No dia 14 e 15 de Novembro de 2015, os Escalfadinhos Marafados realizaram a sua Expedição pela Via Algarviana entre Barranco Velho e Messines em ritmo lento, em ambiente de grande camaradagem e confraternização. No sábado partimos do Barranco Velho as 8:30 (26 Kms em 7 horas) depois chegamos a Benafim onde pernoitamos no Ginásio do Sport Club Benafim. No dia seguinte madrugamos e pelas 8
Escalfadinhos Marafados do 2.º Dia (Benafim-Messine)
horas começamos a caminhar de Benafim até Messines ( 27 Kms em 8 Horas). O mais importante nestas caminhadas é o ambiente camaradagem, espirito de Grupo que carateriza os Escalfadinhos Marafados. Muito Obrigado por este fantástico fim semana. Até Sempre Escalfdinhos Marafados, Kal é? Kal é? Kal é a Próxima Aventura?

Kaminhada pela Via Algarviana 14 Nov.& 15 Nov.

Caminhada em Autonomia
Pela Via Algarviana

14 & 15 Novembro 2015
Escalfadinhos Marafados

Sábado dia 14 Novembro
8:00: Partida do Barranco do Velho até Benafim (25 Kms).


Domingo dia 15 Novembro
8:00 Partida de Benafim até Messines (25 Kms)


PS.Podes optar por fazer somente um dia!
Acampamento ou Acantonamento em Benafim

Não há qualquer tipo de apoio (Abastecimentos).
Informações: Deni: 96 91 41 093

Organização
Grupo de Caminhadas ESCALFADINHOS MARAFADOS


GRANDE SUSTO!!! Depois de um grande susto conseguimos caminhar até ao  ponto mais alto da Península Ibérica (Mulhacén 3482 metros). Pelas 3.30 da manha partimos de Faro numa carrinha de 7 lugares rumo a Serra Nevada. Pelas 11.30 começamos a caminhar rumo ao ponto mais alto da Península Ibérica, mas entretanto paramos a meio para descansar e descarregar algum material no refugio da Poqueira (3 horas de caminhada / 2500 m) onde o Rapaz do refugio aconselhou a malta a atacar o ponto mais alto no dia seguinte devido ao mau tempo, mas............ depois de
comer e reunir os sete escalfadinhos, decidimos fazer a primeira tentativa para chegar ao Mulhacén, caso  malta não conseguisse atacaríamos novamente no dia seguinte pela segunda vez. Depois de descansar uma hora, lá começamos a subir subir, enquanto o  tempo arrefecia aos poucos e quando chegamos aos 3200 metros uiiiiiiiiii!!!!!!! Ninolla chorou e entrou  em Pânico pois não sentia as mãos, emprestei as minhas luvas, cascol mas mesmo assim ... eu já não sabia o que fazer, foram momentos terríveis, eu dizia que não podíamos parar senão congelávamos....GRANDE SUSTO... eu
dizia para ela não parar e continuamos lentamente a subir com os bastões pois aquilo era uma autentica rampa continua em caminho de cabras.....quando avistamos o resto do grupo no cume encontramos um grupo de espanhóis, que auxiliaram a Ninnola, que se encontrava em mau estado, rodearam-na, e com ajuda de um cão aqueceram as mãos. ;-). Ke alivio, mas depressa tivemos ke regressar para baixo pois tempo era escasso, levamos aproximadamente 3 horas do Refugio até Mulhacen. Ke Aventuraaaaaa........ Aqueles momentos de Pânico e aflição
dificilmente serão esquecidos, aqueles ultimos momentos antes de chegar ao cume.RANDE SUSTO!! Esta Aventura foi um Aviso!!! Depois de um grande susto conseguimos chegar ao ponto mais alto da Península Ibérica, Mulhacén (3482 Metros)!!!! Arriscamos e conseguimos, mas será que vale a pena correr o risco? Acho que esta Aventura foi um Sinal, para ter cuidado e respeitar a natureza,  preparar a malta  antes de uma Aventura deste tipo, quer em termos de Equipamento, grau dificuldade e Tempo. Cá vai um pequeno relato de um Escalfadinho que passou por um mau bocado: "Possas

tive medo!! Muito medo, nao sentir as mãos... Estas coisas n são para brincar! A natureza é maravilhosa mas implacável e eu e o frio n somos amigos! Mas o q senti lá em cima, foi indiscritível, compaixão, união entre todos, os estranhos a me aquecerem as mãos, era uma mão de um lado e outra debaixo dos sovacos do cão! Aquilo só vendo, quando comecei a sentir as mãos, ria e chorava!! Eheheh afinal tenho dedos, e estou aqui!! É q era eu, eram as
minhas mãos, bem.... N sei se entendem, nem sei se é para entender! Ali estamos num estado raw, cru".


Resumo da Caminnhada em Autonomia pela Costa Vicentina

 Resumo da nossa Caminhada em Autonomia 
Dois dias pelas Costa Vicentina
Entre Vila Nova de Mil Fontes e Odeceixe

   


Vinte e Cinco Escalfadinhos Escalfadinhos Marafados participaram nesta Loucura de Caminhar pelos Trilhos dos Pescadores da Rota Vicentina entre Vila Nova de Mil Fontes e Odeceixe com apoio de uma Carrinha (Lizete) e o nosso Guardião,  o Ângelo. Na Sexta feira ao final do dia fomos acampar para Parque campismo de Vila Nova de Mil Fontes onde fizemos a nossa Ceia junto as Tendas, foi o nosso
primeiro contacto de Grupo, uns sentados outros de pé lá fomos conversando,  trocando comida que cada um trazia de casa tendo também Sobremesas e Licores de vários tipos, até  uma da Manha......Depois Cama.... As seis da manha a Corneta deu o sinal de Alvorada, tudo de pé para arrumar as tendas e preparar para Partida. As 7:30 iniciamos a nossa caminhada, saindo de Vila nova de Mil fontes, com grandes mochilas as costas, atravessamos Vila,
passamos o Rio Mira, Praia das Furnas, paisagens belíssimas junto ao mar, sentindo o vento, o mar e por vezes com enorme vegetação a volta, lindo...... Depois de caminhar quase cinco horas passamos a Localidade de Almograve onde  almoçamos  na Praia. :-). Depois de mais uma troca de Farnéis, bela almoçarada e ginginha retomamos a caminhada.....até Aldeia de cavaleiros onde fizemos
uma pausa no Café e depois dirigimos para o Mítico Cabo Sardão passamos pela Praia do Túnel, onde fizemos outra pausa, o sol estava a por-se mas........ Porque não ir até a Zambujeira do Mar hoje? E assim foi!!! Retomamos a nossa caminhada, lentamente com o por de sol, passamos pelo Porto das Barcas, pelos dois restaurantes e 13 horas depois de iniciar a caminhada, chegamos ao Parque campismo da Zambujeira do Mar Ufffffff 13 horas
depois com muito sol, areia e alguns sobe e desce, mas o pior mesmo foi a areia eheheheh. Depois de montar as tendas e duche realizamos novamente mais uma ceia .... com os nossos Farnéis :-)..... Neste primeiro dia, fizemos aproximadamente uns 39 kms contando com o percurso realizado dentro de Vila Nova de Mil Fontes.


No segundo dia foi mais calmo, acordamos as 7 horas, sem o som da Corneta, começamos a desmontar as tendas, pequeno almoço, café, e iniciamos a nossa caminhada pelas 9 da manha, e descemos para praia da Zambujeira onde apanhamos a primeira rampa rsrsrsr, mas depoisssss....... LINDOOOO. Praia da Alteirinhos, Praia do Carvalhal, Praia dos Marchados e PRAIA DA
AMÁLIA, onde uma cascata vai finalizar o seu rumo na Praia da Amália....soberboooo.... depois seguimos em frente e chegamos Azenha do Mar, onde está um Porto de Pesca Natural. As 13 sob intenso calor não havia sombras para almoçar somente no famoso Restaurante da Azenha do Mar mas.... estavam somente cento e tal pessoas em lista de espera para almoço.... o ke fazemossss????? Montamos o nosso Arsenal no
chão, sacamos os nossos farnéis e realizamos uma bela almoçarada na esplanada do Restaurante, Grande Tribo de Loucos....... Depois retomamos a nossa caminhada logo com outra rampa para sair da Azenha do Mar rsrsrsrsr....... Depois apanhamos o Mário e fomos até Odeceixe onde tomamos uma banhoca e finalizamos a nossa Loucura no Rogil, Museu da Batata doce. Esta foi, provavelmente a melhor Aventura dos Escalfadinhos Marafados :-).

Rescaldo da Nossa Caminhada de Vale Santarém a Fátima

Nove elementos participaram nesta Peregrinação a Pé, de Vale de Santarém até Fátima, num total de 63 km, levamos 19 horas e 10 minutos para chegar ao Santuário. Deni, Telma Fabião, Ricardo Vieira,  Hélio Neto, Ricardo, Bela, Rita Paixão, Pedro Paixão e  Paula Navalhadas.  Começamos a caminhar perto das 7 da manha e chegamos quase as 2 da manha, os últimos quilómetros apanhamos, tanto, tanto frio, quase gelamos. Esta Peregrinação foi dedicada ao Vicente, filho da Telma e do Ricardo, FORÇA VICENTEEEE :-).

Kaminhada de Fátima Até Santiago Compostela

Kaminhada de Fátima até Santiago Compostela
17 Intensos dias (de 27 Maio até 11 de Junho)
1 Dia (27-05-2015) Fátima até Caxarias 24 km - Parti de Faro de Autocarro a uma e meia da manha cheguei a Fátima pelas 8:30 e comecei a caminhar pelas 10.30. Neste primeiro dia caminhei sempre sozinhos, nunca caminhei 6 horas sozinho
sem ver quase ninguém, falar, cantar sozinho, não ter ninguém para chatear, quando dei por mim pensava em voz alga ou melhor, falava somente para mim...sob intenso calor, passando por aldeias desertas, muitas casas abandonadas, sensação esquisita.....No final em
Caxarias, já encontrei pessoal, onde aproveitei para falar falar falar, soltar a língua...Muito obrigado aos Bombeiros de Caxarias, onde pernoitei ao som de uma fonte de agua, que esta dentro do salão de Bombeiros onde dormi, no inicio
estranhei o som mas depois aterrei em sono profundo, Qual a melhor forma de realizar uma caminhada? Sozinho? Acompanhado? Sinceramente ainda não sei.
2 Dia (28-05-2015) Caxarias- Ansião 36 kms - Comecei a caminhar as 5 da manha,
num pinhal, e pensando: O que faço aqui sozinho?E se me acontece algo? Senti necessidade de desviar o percurso dos meus pensamentos. Hoje tive Caminhada solitária, não vi quase ninguém durante o dia, só falei com duas senhoras de idade
que estavam a trabalhar no campo, quando vi, minha reacção foi ir lá e abraçar, ficaram assustadas mas depois começamos a falar e depois para sair de lá foi uma trabalheira :-). A Caminhada foi difícil, muito calor e também muito solitária. Hoje pela primeira vez comecei
a falar c os meus bastões . . . . . . nunca acreditei que fosse possível. Ta difícil habituar a caminhar sozinho mas.... Hoje comecei a caminhar pelas 5 da manhã, na parte final perdi me num pinhal junto ao Rio antes de chegar Ansião, tive telefonar
meu companheiro José Roseiro que me tem dado grande apoio. Esta etapa foi muito difícil, pois tinha muito sobe e desce, percurso com muitos caminhos de terra e estradas secundárias onde raramente se vê um carro.
3 Dia (29-05-2015): Ansião - Cernache. 39 km - Mais um dia sozinho, mais um dia solitário, estou a esforçar me para habituar-me mas esta muito difícil ...... Quando dou por mim estou a falar sozinho com meus bastões, hoje resolvi baptiza-los o " tick & tack" , e
 quando apanho alguém no caminho UI UI UI, aproveito para falar e matar saudades das pessoas, de uma simples companhia, de uma simples conversa. Ontem a noite a recebi a visita nos bombeiros de um amigo que não via há 25
anos, muito obrigado Luís costa. Hoje estou a pernoitar na casa de um amigo que conheci no Facebook, (José Roseiro) que conheci há   duas semanas no FB, temos algo em comum, Caminhos de Santiago.
4 Dia (30-05-2015) Cernache até Anadia 43 kms- Esta manha tive companhia do José Roseiro caminhou comigo em Coimbra, foi o meu Guia para esta linda Cidade, esta noite irei pernoitar novamente na sua casa e amanha de manha vai colocar me novamente no ponto onde acabei. Estou
grato a ele e a sua esposa pois sem me
conhecerem receberam em casa como se fosse um membro  da família, algo que nunca esquecerei. Já passaram 4 dias, vividos com muita intensidade, não tenho noção do tempo, nem da hora por vezes sinto que estou noutro mundo. Tenho apanhado muito calor, bebido muita
agua, felizmente começo a caminhar bem cedo, tenho duas pequenas bolhas nos pés, mas estou adorar andar com as botas, deixei as sapatilhas em Coimbra com o Roseiro, assim levo menos peso, com as botas posso colocar o pé em qualquer sitio
sem me preocupar com as pedras. Brevemente terei a companhia do meu tio Abel Horácio, meu antigo companheiro de Aventuras, já fiz com ele a Rota das Aldeias Históricas de Portugal e duas vezes o Caminho da Prata (de Sevilha até
Santiago Compostela), mas de Bike com casa as Costas.
5 Dia (31-05-2015) Anadia até Albergaria velha 34 kms - Comecei a caminhar as 5:30, para não apanhar tanto calor, como tenho apanhado nos últimos dias, pela primeira vez passei um Domingo bem diferente, acho que nunca, mas nunca passei um domingo assim..... Não vi quase ninguém, senti me tão só, não gosto andar tanto tempo sozinho
cantei, falei com os bastões....acho que vou dar em louco...... minha salvação foram os meus companheiros, meus únicos companheiros
bastões, e o telefone, telefonei para uns vários amigos, amanha espero encontrar alguém. Durante a caminhada encontrei
somente 4 peregrinos que estavam a fazer em sentido contrário, quando os vi a primeira coisa que fiz foi dar um grande abraço, e uma vontade enorme de voltar para trás com eles. Estou num albergue sozinho mas acabou de chegar pessoal de bike........ Adivinhem quem era? O Autocarro do Amor, com a Jacinta Costa, uma linda História de Amor, partiram
da Mealhada com uma Thunder e um Atrelado, vão para Santiago Compostela e depois apontam para Roma, esta foi o primeiro dia da Aventura da Jacinta Costa, onde tive o prazer da sua companhia e do seu Marido, uma
Aventura que quero acompanhar no FB.
6 Dia (01-06-2015) Albergaria Velha até Lourosa 47km - Tenho iniciado as caminhadas bem cedo, pelas 5 ou 5.30 da manha caminhei durante 30 km sozinho mas nos últimos 15 km tive a companhia do meu Tio,  Abel Horácio Vaz Maceira companheiro de Aventuras, em Lourosa ficamos novamente nos Bombeiros Municipais. Finalmente tenho encontrado
muitas pessoas mas ainda não encontramos peregrinos, talvez amanha quando chegarmos ao Porto!!!! Amanha faz uma semana que parti de casa onde praticamente caminhei sozinho.
7 Dia (2-06-2015) Lourosa - PORTO 34 km - Uma semana depois de partir de
casa cheguei a linda cidade do Porto depois de uma semana intensa, cheia de emoções fortes, vivendo apenas com uma mochila e claro a minha companhia, os bastões. Chegamos cedo ao Porto,  descansamos na zona ribeirinha e
visitamos alguns sítios desta linda Cidade, Porto é Lindooooooooooo :-). Esta noite finalmente encontrei algumas pessoas no albergue....um Lituano com 2.13 metros, nunca tinha visto ninguém com aquela altura.
Ainda faltam uns 240 kms até Santiago Compostela, agora é contagem decrescente, aproveito para conhecer outros peregrinos.
8 Dia (3-06-2015) Porto- S.Pedro de Rates 44 km- Na Maia parou um carro e disse: Conheço-te do FB, estou acompanhar a
tua aventura. Eu disse rapidamente, vem cá e tiramos uma foto. Malta tinha razão, há imensos peregrinos depois do Porto. Adorei o Albergue de Rates, com pequeno jardim a meio e um museu. Tenho um reforço, meu tio veio acompanhar minha aventura até fronteira, isto é, até Valença,
Hoje alcancei metade do Percurso, agora é sempre a descontar, a Etapa depois do Porto é muito muito alcatrão, muitos peregrinos optam por apanhar o metro ou o Autocarro para sair da Cidade, até Espinho ou Maia e a partir daí começam a
caminhar. Hoje encontramos vários peregrinos e quando chegamos ao Albergue estava Lotado mas felizmente abriram outra sala com Quartos para nós. Acabei o dia a caminhar ao lado de duas alemãs, uma de 69 anos e outra de
72 anos, grande espírito de Aventura, tirando Selfies ao longo do Percurso e falando sobre a vida.
9 Dia (4-06-2015)  São Pedro de Rates até Tamel 29 km - Hoje apaixonei me pela linda cidade de Barcelos, aos poucos vou subindo, cada vez sinto que estou mais perto de Santiago Compostela, Amanha quero fazer novamente uns 29 km até Ponte de Lima para
ver a Vaca das Cordas ao final do dia e mergulhar no rio. Tenho encontrado peregrinos oriundos de vários países mas portugueses só vimos um grupo de quatro. De manhã está muito nevoeiro mas depois .... Calor de rachar, adorei o percurso de hoje ao contrário de ontem que foi muito
alcatrão quando sai do Porto. Em Barcelos estava a tirar uma cenoura da mochila quando bateram me nas costas e disse: estou acompanhar a tua peregrinação no FB, conversamos e tirei uma foto para Grupo do FB, Caminho
Central dos Caminhos de Santiago Compostela. Eu e o meu tio tivemos a companhia de uma Eslovénia, Marina Otsman que nos acompanhou ao longo do dia.
10 Dia (5-06-2015) Tamel até Ponte Lima
28 km - Ontem o carteiro de Ponte Lima contactou-me para tirar uma foto eu disse que só era possível em troca de um abraço, cá vai. Como é bom receber um abraço :-); Hoje aproveitei e passei a casa da Dona Fernanda onde também passei no ano passado, nunca dormi lá, mas
adoro aquela família, prometi a mim mesmo, sempre que fizer aquele caminho tenho que passar por lá, tivemos a beber o café e um digestivo e conversamos imenso com ela, onde tiramos várias fotos.  Em Tamel conheci um Alemão, como nome
esquisito Sacha,  e Marina que acompanharam até Ponte de Lima, mas antes fomos dar um Mergulho no rio... Nessa noite fomos ver a Vaca das cordas, algo esquisito, pois a praça inundou-se de gente e o Touro solto nas ruas, pessoas a
fugir com pânico, algo perigoso e o INE com imenso trabalho ;-(.
11 Dia (6-06-2015): Ponte de Lima até Tui: 43 km- As 5 da manha saímos do Albergue com um objectivo: Tirar as pedras de cima da Cruz Centenária no Alto da Labruja ao som da Música, do
arraial da Vaca das cordas com muitas pessoas na rua a meter-se com a malta eheheh. As 9 horas já estávamos a  subir a mítica Labruja, onde fiz algo que não gostei muito upppsssss. Tirar as pedras de cima da cruz de pedra mas fiz a pedido do José Roseiro e da Ana Estorninho, mas
fiz....Durante a caminhada Sacha apanhou a malta e nunca mais largou até ao final, hoje foi uma etapa desgastante, muitos km, muito calor e com muitas subidas, e FINALMENTE entrei em Espanha. Nos últimos km em Portugal (Valença) fui entregar meu tio na estação de
Autocarros, depois ao entrar em Espanha conhecemos Galina e a Mãe que estavam a iniciar a caminhada. Amanha irei fazer somente uns vinte e pouco km para descansar, carregar as Baterias. Ao longo das minhas caminhadas tenho
encontrado imensas vezes o Grandalhão que deseja vir morar para os Algarves.
12 Dia (7-06-2015) Tui até Mós 28 km - muito, muito calor, cada vez sinto que estou mais perto do meu destino, e as saudades apertam. Espero chegar a
Santiago na quinta ou na sexta feira. Nos últimos dias nem o português tenho falado só Inglês. Hoje conheci a Justina e a Aursha (Lituanas). Tenho a companhia de um alemão que não se cala e segue o livro (Guia) a risca, é muito certinho como todos os alemães. Têm sido uma semana
completamente diferente da anterior.
13 Dia (8-06-2015) Mós até Pontevedra 34 kmComecei a caminhar as 5 da manha mesmo assim apanhei imenso calor, ainda fui ao banho duas vezes, num rio. Minha companhia tem sido o alemão, são demasiado certinhos,
sempre seguindo o livro (guia) segue aquilo a risca, só passa a estrada pela passadeira, só com sinal verde, não toma mergulhos nas ribeiras  mas teve azar com o companheiro .....prefiro ser Português. Cada vez mais perto do meu
destino mas sentindo que o mais importante é o caminho em si e não o destino......
14 Dia (9-06-2015) Pontevedra até Calda de Reis 28 km - Mais um dia de caminhada, tempo está ajudar, mais
fresco, muitos peregrinos no caminho, fomos a as cascatas de Barosas (Lugar muito especial, com várias cascatas) onde , mesmo ao lado do Albergue Municipal onde ficaram somente 6 peregrinos.  Mais tarde encontrei uma peregrina de Portugal que me conheceu pela foto do
FB  estava procurando albergue em Calda de Reis, mas estava tudo cheio, estava um pouco aflita, mas nós oferecemos logo para ajudar e recebemos de braços aberto no nosso Apartamento.
15 Dia (10-06-2015) Calda de Reis até Teo 33 km - Tão bom receber abraços, estava
a caminhar numa pequena aldeia em Espanha no km 30 quando uns Tão Boa. Hoje fizemos os últimos Quilómetros super lentos, pois a nossa colega da Lituânia estava com dores mas com algumas pausas lá chegamos ao
Albergue, peregrinos disseram: olha o Deni do FB, falamos e recebi 5 GDS abraços de 5 peregrinos soube tão bem, uma energia tao doce...
16 Dia (11-06-2015) Teo até Santiago Compostela 17 km  - Consegui !!!!!
Cheguei  a Santiago Compostela :-). Partimos cedo do Albergue de Teo e ao final da manha chegamos todos juntos a Santiago (Grupo de 230) cantando e saltando, sentindo alegria de Santiago. Neste dia, ficamos no Seminário Menor em Santiago.

MUITO OBRIGADO PELA VOSSA AJUDA:-) Durante 16 dias de caminhada, senti grande apoio, de diversas formas  (Comida, Estadia, qualquer tipo de ajuda), de pessoas que não conheço. Na primeira semana por vezes chorei, andamos mais sensíveis, atentos a todos os sinais exteriores, mas quando recebia UM ABRAÇO ui ui ui ...........que bommm. Recebi e dei tantos abraços a desconhecidos e senti como se fosse de uma grande amizade, porquê? Sinceramente não Sei. Ao final do dia quando consultava o FB, senti sempre uma grande energia da vossa parte, foi muito bommmmmmmmmm. Obrigado pela vossa preciosa ajuda principalmente naquela primeira semana, onde caminhei sempre sozinho...