Visitantes:

AmazingCounters.com

Pico da Peninsula Ibérica Mulhacem

Conseguimossss!!!!!!! Levamos dia e meio  a caminhar para chegar ao Ponto mais Alto da Península Ibérica, Mulhacem (3482 Metros), sempre a subir, subir com mochila as costas,  com a respiração cada vez mais apertada, devagarinho com algumas pausas lá conseguimos todos chegar ao ponto mais Alto da Península Ibérica. Os elementos foram: Deni, Carene, António Fernandes,  Ninolla, Antonio Silva, Catarina, Fátima Yeti, Filipe Yeti. Resumo:
No 1 DIA (14 Kms; 1466 Sub.Acum.; 7:15 Min):  Começamos a caminhar da Localidade Campileira  (1450 metros de Altitude) percorremos neste dia 14 Kms, com  1466 metros de subidas acumuladas e 450 metros descidas acumuladas com mochilas as costas lá fomos tentar chegar Mulhacem em dois dias. Neste primeiro dia caminhamos sobre imensas pontes de pedra, junto ao rio e levamos sete horas e quinze minutos para chegar   ao nosso  primeiro destino onde  pernoitamos refúgio da Poqueira (2500 metros).
 No 2 Dia (24 Kms; 1118 Metros Acum.; 2136 metros desc.Acum; 9:20 Min) - Acordamos bem cedo, e iniciamos o atake final ao  mulhacem, foram 8 kms  sempre, sempre a subir..aiiii a respiraçaoooooo....os ouvidos a estalar..............e por vezes umas tonturas mas.............. conseguimos chegar ao Pico em três horas e tal, e todos conseguimos chegar ;-), mas depois..... malditas descidas a pique, tivemos descer por outro caminho uns 6 kms a pique até ao refugio da Poqueira, onde fizemos uma pausa, e pelas  duas e um quarto iniciamos novamente a caminhada, onde descemos mais 2000 metros uiiii, andamos em levadas e descemos novamente a pique  até Capileira ( final do dia) onde tínhamos deixado o carro no dia anterior. Neste dia Fizemos 24 Kms; subimos 1118 metros, descemos 2136 metros acumulados em 9 horas e 20 minutos.
RESUMO: Total: 38 Kms/ Sub.Acum.2584 metros. No primeiro dia levamos 7:15 para chegar ao destino e no segundo dia 9.20 minutos, sempre devagarinho :-). Foi um excelente treino em altitude para aventura de 2017 no Everest.  Belo grupo, pelo segundo ano consecutivo, conseguimos chegar as 3482 metros, este ano tempo esteve mais favorável. Muito obrigado ao grupo por este fim semana memorável:—).





 Expedição pela Costa Vicentina em Autonomia Total




Rescaldo da Loucura da Caminhada em Autonomia pela Kosta Vicentina, de Porto Covo até Cabo de São Vicente, num total de 184 kms, (perdi 2Kgs mas houve malta a perder muito mais) onde pernoitamos em Praias, Ribeiras, Matas  e até numa paragem de autocarros, (kal o espanto dos miúdos quando de manha foram apanhar o autocarro e depararam-se com um mega acampamento dentro da paragem ioll), quanto a higiene pessoal foi
outro problema (Ribeiras, Lagoas, Mar, Toalhitas e até com um saco de agua a fazer de chuveiro ke o Rui (Mg Gyver) levava. Tivemos várias dificuldades durante a nossa caminhada, nomeadamente: Excesso de peso nas mochilas entre 15 e 22 Kgs, pois tivemos de ajudar colegas mais debilitados, dividindo o peso pela malta e o mesmo se passou com a nossa amiga Stefanie, alemã que tivemos de ajudar, aliviando o peso da mochila, forte

espírito de equipa, sacrifício e camaradagem para que fosse possível chegar ao final; Outra dificuldade foi o piso, muita areia rssss; Muito Calorrrrrr; e por ultimo, outra dificuldade foi ter agua potável, por várias vezes tivemos de racionar para ter para o jantar e pequeno almoço. Resumo das Etapas: 1 Dia: Porto Covo a Vila Nova de Mil Fontes: 22 Kms / 2 Dia: Vila Nova de Mil Fontes até Cavaleiros (24 Kms), ficamos pernoitar em paragem de Autocarros / 3 Dia: Cavaleiros até Azenha do Mar (25 Kms), pernoitamos antes da Azenha do Mar, a seguir da Praia da Amália / 4 Dia: Azenha do Mar até ribeira de Aljezur (27 Kms), acampamos junto a ribeira / 5 Dia: Ribeira de Aljezur até Carrapateira (35 Kms), acampamos junto a Pensão das Dunas. 6 Dia: Carrapateira até Vila do Bispo, pernoitamos no parque de merendas da Torre de Aspas. 7 Dia: Vila do Bispo, Torre de Aspa até Cabo de Sao Vicente, e dps mais 6 kms até Sagres (25 Kms). Pernoitamos na nossa praia de sonho, Praia da Figueira. 8 Dia: Caminhada pela costa perto da Salema, e Praia das Furnas, almoço em Lagos e depois, casaa.....

Resumindo: Foram 8 dias de sonho, nos primeiros dois dias eram  12 elementos mas depois ao terceiro dia fomos 8, e depois 7 (Deni, Renato Leone, Hélio Neto, Rui Citypass, Manuel Duarte, Carlos Fernandes, Pablito e Stefein), será uma semana que irá permanecer por muitos e muitos anos nas nossas memórias, pelas dificuldades enfrentadas em conjunto, pelo excelente grupo, nem uma discussão, apesar dos obstáculos enfrentados. Cá vai uma pequena referencia a cada elemento do Grupo: Renato Leonne (Pekenino e Malino): Extrovertido, super alegre, anti-sistema, conhecedor profundo das plantas; Hélio Neto, sempre calmo e leve como uma pena, homem do penso higiénico nos ombros e  tentou desencaminhar o grupo para pensões e restaurantes mas sem sucesso; Rui Citypass homem dos doces,  outro desencaminhador, um autentico Mag. Gyver, levava maquina para lavar roupa, chuveiro etc....homem da direita, contrastando com o Esquerdista Renato./ Manuel Duarte: Sempre nas calmas e Zen, inicialmente pensava que nao iria resistir mas fez esta aventura de forma notável; Carlos Fernandes, um dos elementos mais fortes do Grupo que estava constantemente a motivar-me  para nao comer doces enquanto que o Rui ....... melhor nao falar......Pablito sempre bem disposto e gd dançarino e cozinheiro; e por Ultimo Steifen, a nossa amiga Alema que nos encontrou no primeiro dia de caminhada por acaso, e desde ai, caminhou e sofreu sempre com a malta, minha admiração profunda pelo seu espírito de luta e também pela sua mentalidade, nao teve receio em juntar-se a um grupo de homens e passar 8 dias com eles. Muito obrigado a todos por esta magnifica semana, vai ficar comigo, nas minhas memórias por muitos e muitos anos. Obrigado por amigos Malvados :-). Saudações Escalfadinhas.

                                Caminhada do Porto até Santiago Compostella  (Finisterra)

                                                   1 Dia: Porto- Povoa de Varzim: 44 Kms

     As 4:30 da manhã cheguei ao porto, comecei a caminhar, qual o meu espanto ver tanta malta na rua a festejar a vitória do Benfica, 5 minutos depois já estava perdido nas ruas estreitas e escuras da zona ribeirinha do Porto, onde a malta pensava que eu era um Camon perdido, mas depois de uns 30 minutos  lá segui o Douro, até a costa e comecei a subir, estava a espera que o percurso estivesse marcado como o caminho central mas não,marcação escassa, pois eu por vezes desviei-me para Caminho da Senda Litoral, que é outro caminho mais junto as Praias que o Caminho da Costa. Depois passei Leixões, Matosinhos, Vila do Conde e finalmente Povoa de Varzim, onde fiquei no Albergue da Paróquia, onde também estava uma Peregrina Francesa. Neste primeiro dia estava a espera de gd confusão das cidades mas não, pois o percurso foi quase todo Beira Douro e em passadiços de madeira, ciclovias até Póvoa onde tive imensa dificuldade em utilizar os Bastões. Neste primeiro dia tive a companhia de um Australiano reformado mas estava cansado e na parte da tarde continuei sozinho. No primeiro dia muitos peregrinos costumam apanhar autocarro ou metro até Povoa e depois começam a caminhar. Sinto que abusei neste primeiro dia, pois fiz 44 Kms com 16 Kms as costas, enfim.......


  2 Dia: Póvoa Varzim até Esposende (Marinhas) 25 kms

      Hoje comecei meu caminho as 7:30 com pouco de chuva mas uma hora dps estava nublado e ventoso, caminhei sozinho sp junto a costa, mas encontrei uns 7 peregrinos ke estavam pior que eu ehehhh, comecei oferecer o voltarem fiquei sem nada..... até agora não encontrei peregrinos portugueses, talvez por isso quando falam cmg pensam ke sou inglês. Esta tarde a meio do percurso, tirei uma siesta em Esposende, veio um senhor a falar inglês e ofereceu me um bolo:-), depois falamos um bom bocado em português:-). Caminhada continua sem bolhas yeahhhh mas as pernas acusam o excesso de ontem. Gostei imenso do Albergue de Marinhas, gerido pela Cruz Vermelha onde fui o primeiro a chegar mas ao final do dia já estavam uns 10 peregrinos, pessoal reformado. Amanhã espero chegar Viena do castelo, eu e a minha mochilinha, sempre juntinhoss. Hoje fiz poucos kms para recuperar do excesso de ontem.


3 Dia: Marinhas - Viana do Castelo (25 kms)

     Comecei as 7 da manhã, percurso está bem sinalizado, ainda não encontrei peregrinos portugueses, aliás este caminho tem poucos peregrinos. Eu e a mochilinha sempre juntinhoss, já vou sentindo saudades das pequenas coisas ke fazia, enfim...tenho caminhado quase sempre sozinho, quando dou por mim estou a falar sozinho ou a cantar, parece que o tempo aqui é mais longo, custa a passar. Neste dia caminhei um pouco com uma Francesa, Aurélia mas estava com muitas dores no joelho.Em Viana do Castelo tirei uma soneca e perdi-me no tempo. Tive dificuldades em encontrar o Albergue, amanhã espero chegar a Caminha ou passar p Espanha de barco.

                                          4 Dia: Viana Castelo até lá Guarda (40 kms)

      Finalmente Espanha!!!! comecei caminhar as 6 da manhã sempre debaixo de chuva, ao meio da tarde acalmou, passei por Praia âncora, depois Caminha onde apanhei o barco para La Guarda e quando sai do barco apanhei tanta água em cima até ao albergue (3 kms), fiquei como um pinto, ver se agora seca. hoje caminhei umas dez horas sempre sozinho com minha mochilinha e a maldita chuva, psicologicamente tem impacto terrível, pés sempre encharcados, passar pelo mato e trilhos encharcados, caminhos que são autênticas ribeiras, já sei que amanhã quando acordar terei colocar os pés nas botas encharcadas rsssssss. Tou sozinho num albergue municipal, ontem fiquei num convento. Aki temos facilidade em falar c espanhóis, galegos, falam como nos, mas os Andaluzia não se percebe nada rs....meu receio agora é o tempo, mas tenho ke pensar, etapa a etapa, dia após dia, pois as previsões .... eskece......ps: não gosto andar sozinho, prefiro a partilha....falo sozinho....penso sozinho, canto sozinho, e está noite tou sozinho no albergue......cá vou eu preparar as sandes p comer amanhã durante a caminhada, grande abraço. Ultreya.

5 Dia: La Guarda até Ramalhosa total 40 kms 

     Ás (4:30 )já caminhava pois passei a noite no albergue com umas trinta camas vazias, e tantos, tantos mosquitos, estava sp acordar e tentar mata-los.hoje tive uma surpresa, um senhor chamou por mim e disse ke  estava acompanhar minha caminhada no fb, dps ofereceu  um café, num belo albergue, albergue da Aguncheiro. Encontrei tb um grupo de ciclistas portugueses ke iam p Santiago em btt!!!! Caminhei quase 10 horas, sempre sozinho, no caminho da costa vê se poucos peregrinos mas acho ke está a mudar, hoje passei por Oia (Lindo Mosteiro e praia), Mougas, Baiona (lindas praias e castelo) e finalmente Ramalhosa, onde cheguei completamente exausto, capaz de dormir em qualquer sitio, fiquei num Albergue, parecia um convento em pedra com o  um enorme jardim onde fiz a minha meditaçao. Hoje só apanhei um pouco de chuva na parte da manhã depois melhorou 😉. É bom estar sozinho mas tanto tempo.....pessoa fica mais sensível a tudo, parece outro eu, mais frágil, inseguro obrigado pelo apoio, ao final do dia dps de comer e lavar roupa venho ao fb receber a energia e o carinho da malta, fico.........obrigado 😆

6 Dia: Ramalhosa até Redondela (42 kms)

     Finalmente um dia sem chuva, só encontrei uma peregrina em sentido contrário. Ao final do dia cheguei ao albergue, está cheio de peregrinos, amanhã não vou estar sozinho, sinto falta de estar c alguém, está noite combinei ir comer algo c grupo de peregrinos. Tou c tantas saudades do nosso Algarve, passo o dia a seguir setas amarelas, perdi me algumas vezes pois caminho da costa têm poucas marcações, perdi-me em cima do monte antes de Redondela, andei as voltas e vim parar ao mesmo sitio. Ao tomar duche encontrei duas pequenas bolhas mas nada de dores.hoje vou matar saudades de falar, de estar c pessoas, sinto tanta falta..... ultreya :-).

7 Dia: Redondela até Pontevedra (18 kms)

     Já passou uma semana, parece que foi há meses. hoje tirei barriga da miséria, aproveitei para matar esta solidão, conheci imensos peregrinos, falei, ouvi, caminhei, convivi, abracei........peregrino de granada fez almoço/jantar uma paella no albergue e convidou me:-). Os caminhos de Santiago tem uma magia, os peregrinos falam entre si como se fossem amigos, velhos amigos, acabam por contar toda a história da sua vida. ontem uma senhora de 65 anos alemã contou me que o marido tinha falecido há 5 anos, depois da sua morte pegou nas cinzas e foi espalhando pelo caminho, e que toda a sua família veio de avião até Santiago prestar a última homenagem ao seu marido, enfim....Foi uma noite e dia que aproveitei para fazer poucos kms, sem chuva,confraternizei, encontrei montes de portugueses a pé e também de bike. Conheci também peregrino de Vila âncora que acompanhou a minha caminhada no grupo da costa do fb. Amanhã vou mudar a minha rota, vou sair do caminho central português e entrar na variante espiritual do caminho de Santiago, já avisaram que vai ser um caminho de 4 dias, pouco percorrido até Santiago, mas tem de ser, é um caminho que quero realizar, ja fiz as minhas tarefas diárias, lavar roupa, Fazer sandes p dia seguinte e levar fruta. Hoje vi imensa gente a caminhar com dores, coxear, mas devagarinho ..... chegarão a Santiago:-). Peregrinar não é fácil, temos estar preparados p tudo.... desde o início da minha caminhada, sabia qual o meu ponto fraco, dificuldades em estar vários dias isolado.......bom fim semana a todos, obrigado, ultreya:-)

                                      8 Dia: Pontevedra até Armenteira (26 kms)
     Hoje iniciei a variante espiritual do caminho português, voltei novamente a minha caminhada solitária, ao 6 km sai do caminho central onde estavam imensos peregrinos, depois....... bem voltei a caminhar sozinho sem ver ninguém é regressou também a chuva.....voltei a caminhar no silêncio, mais sensível, mais pensativo. O outro Deni, falar sozinho, com as árvores, meus bastoes, minha mochila enfim.........há sítios que nos dizem algo, transmitem vontade de estar, de voltar, ke nos transmitem boa energia, aconteceu comigo num sítio chamado Combarro, junto ao rio, foi meu momento onde parei e deixei o tempo passar por mim😉. Depois de Combarro foi sempre a Subir ate Armenteira, onde esta um Mosteiro Enorme. Esta vida de caminheiro esta dar cabo de mim........ saudações escalfadinhas, ultreya :-).
9 Dia: Armenteira até Vila Arousa (25 kms) 
     Comecei a caminhar com chuva no monte, sempre descendo ao lado de cascatas até ao mar, floresta, lindooooo, provavelmente a etapa mais linda do caminho espiritual, tou ansioso para chegar a Santiago, para não fala r das saudades que tenho daquela vida normal. Hoje foi uma etapa solitária :-(. Amanhã vou realizar uma etapa completamente diferente, barco e caminhada. Segundo a lenda, os restos mortais do apóstolo subiram pela o rio de barco até padron, vou fazer o mesmo é depois caminhar :-). Em Vila Arousa, estive com Serafim, senhor que acompanha os Peregrinos, participei numa procissão onde as ruas estao repletas de desenhos com Sal e Altares, falei imenso com o senhor ke toma conta do Albergue Amanhã vou cruzar com caminho central novamente :-). Saudações escalfadinhas, ultreya.

10 Dia: Vila Arousa até Teo: 42 kms, (28 de barco resto a pé)

     TA QUase...... :-). Hoje fiz primeiros 26 kms de barco de Vila Arousa, tal como foi transportado os restos mortais do apóstolo até padron segundo a lenda.... Amanhã Santiago yeahhhh!!!!!!!! Esta manhã no barco, apanhei chuva, e também no final da caminhada. Quando cheguei a Padron comecei a ver imensos peregrinos, e no albergue de Teo também:-). Em Teo estive com amigos peregrinos que conheci em PonteVedra Está quaseeeeeeee :-). Saudações escalfadinhos, Ultrey.a :-).

11 Dia: Teo, Santiago e Negreiros (40 Kms)

     Consegui!!!!!!! Chegar Santiago Compostela, 11 intensos dias, parece que foram meses repletos de fortes emoções:-). Este última manhã estive sempre acompanhado, aiiiiiiiiiii como é bommmmmmm :-). Depois de levantar diploma na oficina do peregrino e comemorar, veio a pior parte, a despedida dos meus dois amigos e depoissssssssss. ....... como sonho de qualquer peregrino depois de chegar a Santiago é chegar ao mar, Finisterra e deixar lá as botas :-). Voltei novamente andar sozinho, akela sensação de insegurança ke nos leva ficar mais sensíveis, mais pensativos, onde o tempo é nosso amigo e custa a passar, lá fui eu com a minha mochila para mais uma caminhada de 4 dias, até ao mar, até Finisterra :-). Hoje fiz 16 kms até Santiago e depois do almoço fiz mais 24 até Negreiros, eu e a minha Mochilinha........ Já estou super feliz, consegui chegar a Santiago. Lá vou lavar a roupa e comer algo :-). Saudações Escalfadinhos, Ultreya......

12 Dia: Negreiros até Oliveroa (48 kms) 
     No 12 dia passei toda a manhã caminhar com jornalista australiana e mais dois Italianos, neste caminho para Finisterra há imensos peregrinos. Ao final do dia, mesmo antes de chegar ao Albergue, falei 5 minutos com um Turco e bastou para dizer: Vou acampar contigo:_). continuei e fui acampar numa floresta, ele esta a viver a caminhar, quer ver se consegue andar assim durante um ano, até gastar o dinheiro, depois volta para casa. Gurgrammm.É tao bom  dormir com as estrelas ke bommmmmmm!!!! Saudações escalfadinhos, Ultreia

13 Dia: Oliveroa até Lires: (36 kms) 
     Foi um dia de muito calor e solitário andei junto ao mar, Muxia (lindas praias) conhecida pela costa da morte, onde o sol morre.Andei metade do Dia Com Gurgram e depois de despedir continuei a minha caminhada, estou com pressa nesta fase pois tenho que estar na segunda feira para trabalhar rsssss.

14 Dia (último dia): Lires até Finisterra (21 kms)

      Finalmente cheguei ao final da costa da morte, final de mais uma caminhada já estou no reino dos Algarves:-) e de barba feita.. Em Finisterra os peregrinos costumam queimar as botas e a roupa da peregrinação, nao foi meu caso. Depois de Chegar a Santiago fiquei mais um dia no Seminario Menor, onde aproveitei para desfrutar do espirito dos Peregrinos de Santiago, da Praça, dos artistas que tocam, amo esta cidade, sinto-me tao bem, sempre que venho parece que estou novamente a nascer, Ultreya amigos :-). Saudações escalfadinhas e boa sorte para outros peregrinos algarvios que estão realizar caminhos Santiago, ânimo:-).
    
 15 Dia
  Fiquei no Seminário Menor em Santiago Compostella, onde passei maior parte do tempo sentado ao sol em plena praça frente a Catedral de Santiago. Ke, Bommmmmm :-).
RESCALDO:
Esta foi a caminhada mais solitária que fiz,  14 dias ao longo de 472 Kms (média 33 kms por dia) com mochila de 16 Kms,foi um bocado puxado, difícil mas felizmente só senti cansaço e nada de lesões, mas senti uma terrível sensação de solidão ao longo da caminhada. Resumo das minhas Etapas:
1 Dia- Porto até Povoa do Varzim: 44 Kms
2 Dia- Povoa do Varzim até Esposende (Marinhais): 25 Kms
3 Dia- Esposende(Marinhais) até Viana do Castelo: 25 Kms
4 Dia- Viana do Castelo até A La Guarda: 40 Kms
5 Dia- A La Guarda até Ramalhosa: 40 Kms.
6 Dia Ramalhosa até Redondela_ 42 Kms
7 Dia Redondela até Pontevedra: 18 Kms
8 Dia Pontevedra até Armenteira: 26 Kms
9 Dia Armenteira até Vila Arousa: 25 Kms.
10 Dia: Vila Nova de Arousa até Teo:42 kms
11 Dia: Teo, Santiago(16) e depois até Negreiros(24): 40 Kms
12 Dia: Negreiros até Oliveroa: 48 Kms.
13 Dia- Oliveroa até Lires: 36 Kmss
14 Dia: Lires até Finisterra 21 Kms
15 Dia:Passear em Santiago Compostella

Caminho Santiago pela Costa do Porto até Santiago (Variante Espiritual).


Caminho Santiago Portugues pela Costa


TAAAA QUASEEEEEE!!!!! Porquê? Não sei!!!! Mas é algo que todos anos sinto falta, viver duas intensas semanas somente com uma mochila, casa as costas dormir em qualquer sitio.Este ano decidi fazer o Caminho de Santiago pela Costa e fazer a variante Espiritual. No total tenho duas semanas para realizar esta caminhada que terá inicio no dia 21 Maio no Porto e espero regressar dia 5 ou 6 de Junho. 

Expedição/Caminhada de Odeceixe - Carrapateira (2 dias).

No dia 30 de Abril e dia 1 de Maio os Escalfadinhos Marafados realizaram mais uma inesquecivel e memoravel expedição de dois dias pela costa Vicentina: 1 Dia de Odeceixe: Partimos as 7.30 de Odeceixe, fomos direção a praia pelo trilho dos pescadores, apanhamos as Levadas dos Sudoeste no trilho histórico até Rogil onde fizemos uma paragem e atacamos no Museu da Batata doce. Depois do Abastecimento seguimos direcção aljezur onde almoçamos no parque de Merendas. Depois de Aljezur seguimos mais 12 kms de sobe e desce até Arrifana onde pernoitamos na pousada da Juventude.
No dia 1 de Maio partimos as 8.30 da Pousada e durante 24 kms não apanhamos nenhum sitio para abastecer de agua, foi um percurso com muita serra e desgastante, mas a meio da tarde já estavamos na lagoa da Carrapateira abastecer novamente. Muito obrigado por este fim semana:-).



 https://www.facebook.com/carene.silva/videos/vb.100006710173163/1781783662055289/?type=2&theater

Festival de Caminhadas do Ameixial de 22 a 25 Abril 2016

Festival de Caminhadas do Ameixial de 22 a 25 Abril 2016


 No sábado dia 23 de Abril pelas 15 horas, WorkShop Técnico Longas travessias em autonomia total: Regras e dicas para a preparação de longas caminhadas (Deni Vargues).  No dia 25 de Abril Caminhada de Ligação Ameixial à Via Algarviana num total de 20 kms (Guia: Deni Vargues & Escalfadinhos Marafados).






Conseguimos !!! Caminhamos durante 22horas e 50 minutos para percorrer 101 kms de Mérida, com temperaturas de 3 e 4 graus durante a noite, 11 escalfadinhos marafados, parabéns a todos, aos 8 conseguiram destaca se Natália Natalia Gago, Lurdes Rafael , Vítor Dias, Carene, Antonio Silva, Eurico Lopes, Helio Neto, Rita, Renato Leoone e Paulo Dias. Foi um fim semana cheio de emoções fortes e intensa. Merida 2016 Já Esta, qual será a próxima Aventura ?





V Caminhada/ Trail Mãe Soberana

Dia 10 de Abril

I Nível
(11 Kms):
Partida da Tôr pelas 10.45 (Junto a Igreja).

2 Nível
(16 Kms):
Partida de Querênça pelas 9:30 (junto a Igreja).

3 Nível
(22 Kms):
Partida de Benafim pelas 8:00 (Sede do Sport Club Benafim)


Uns por desporto, outros por fé, todos os caminhos irão dar a Igreja da Mãe Soberana.



Organização:
Escalfadinhos Marafados
União de Freguesias de Querença, Tôr e Benafim
Sport Club Benafim

Kaminhada de dois dias pela Via Algarviana entre Messines & Monchique com Escalfadinhos Marafados






MUITO OBRIGADO!!!! Aos Caminheiros da Expedição de dois dias dos Escalfadinhos Marafados nas duas Etapas da Via Algarviana entre Messines & Monchique onde, fizemos mais de 60 Kms, mais de 2000 metros de Acumulado em Subidas com dormida num pavilhão em Silves. Muito obrigado a Isa Parreira e outro muito obrigado ao Escalfadinho Marafado Jorge Ramos. Obrigado ao Sportclubenafim Benafim pelo Empréstimo da Lizete. Dar os parabéns a Team Bolha de Portimão, quando queremos conseguimos!!!! Não me esquecerei de realizar o compromisso com a Equipa da Bolha de organizar aquele Evento smile emoticon. Obrigado ao Escalfadinho Mário Gonçalves pelas Fotografias e também por aturar-me durante estes dois longos dias, ainda não foi desta que dei cabo deste malvado. Parabéns a Almargem, pelas alterações realizadas na Via Algarviana, belos trilhos, rumo a Picota sem asfalto e por trilhxos com imensas ribeiras, Fornos, Termas e grandes rampas eheheh. Aos Escalfadinhos que não participaram não se preocupem pois malta irá organizar mais Loucuras destinadas a pequenos grupos e com dificuldade média/ elevada ehehehe. ESTA É A TRIBO DOS LOUKOS, Em Fevereiro gostaríamos contar com a vossa presença no I Encontro dos Amigos dos Caminhos de Santiago da Região do Algarve a realizar no Sábado dia 13 de Fevereiro pelas 15 horas na Biblioteca de Loulé.

Via Algarviana entre Barranco Velho & Messines Total 53 Kms



Escalfadinhos 1º Dia(B.Velho-Benafim)

   
  No dia 14 e 15 de Novembro de 2015, os Escalfadinhos Marafados realizaram a sua Expedição pela Via Algarviana entre Barranco Velho e Messines em ritmo lento, em ambiente de grande camaradagem e confraternização. No sábado partimos do Barranco Velho as 8:30 (26 Kms em 7 horas) depois chegamos a Benafim onde pernoitamos no Ginásio do Sport Club Benafim. No dia seguinte madrugamos e pelas 8
Escalfadinhos Marafados do 2.º Dia (Benafim-Messine)
horas começamos a caminhar de Benafim até Messines ( 27 Kms em 8 Horas). O mais importante nestas caminhadas é o ambiente camaradagem, espirito de Grupo que carateriza os Escalfadinhos Marafados. Muito Obrigado por este fantástico fim semana. Até Sempre Escalfdinhos Marafados, Kal é? Kal é? Kal é a Próxima Aventura?

Kaminhada pela Via Algarviana 14 Nov.& 15 Nov.

Caminhada em Autonomia
Pela Via Algarviana

14 & 15 Novembro 2015
Escalfadinhos Marafados

Sábado dia 14 Novembro
8:00: Partida do Barranco do Velho até Benafim (25 Kms).


Domingo dia 15 Novembro
8:00 Partida de Benafim até Messines (25 Kms)


PS.Podes optar por fazer somente um dia!
Acampamento ou Acantonamento em Benafim

Não há qualquer tipo de apoio (Abastecimentos).
Informações: Deni: 96 91 41 093

Organização
Grupo de Caminhadas ESCALFADINHOS MARAFADOS


GRANDE SUSTO!!! Depois de um grande susto conseguimos caminhar até ao  ponto mais alto da Península Ibérica (Mulhacén 3482 metros). Pelas 3.30 da manha partimos de Faro numa carrinha de 7 lugares rumo a Serra Nevada. Pelas 11.30 começamos a caminhar rumo ao ponto mais alto da Península Ibérica, mas entretanto paramos a meio para descansar e descarregar algum material no refugio da Poqueira (3 horas de caminhada / 2500 m) onde o Rapaz do refugio aconselhou a malta a atacar o ponto mais alto no dia seguinte devido ao mau tempo, mas............ depois de
comer e reunir os sete escalfadinhos, decidimos fazer a primeira tentativa para chegar ao Mulhacén, caso  malta não conseguisse atacaríamos novamente no dia seguinte pela segunda vez. Depois de descansar uma hora, lá começamos a subir subir, enquanto o  tempo arrefecia aos poucos e quando chegamos aos 3200 metros uiiiiiiiiii!!!!!!! Ninolla chorou e entrou  em Pânico pois não sentia as mãos, emprestei as minhas luvas, cascol mas mesmo assim ... eu já não sabia o que fazer, foram momentos terríveis, eu dizia que não podíamos parar senão congelávamos....GRANDE SUSTO... eu
dizia para ela não parar e continuamos lentamente a subir com os bastões pois aquilo era uma autentica rampa continua em caminho de cabras.....quando avistamos o resto do grupo no cume encontramos um grupo de espanhóis, que auxiliaram a Ninnola, que se encontrava em mau estado, rodearam-na, e com ajuda de um cão aqueceram as mãos. ;-). Ke alivio, mas depressa tivemos ke regressar para baixo pois tempo era escasso, levamos aproximadamente 3 horas do Refugio até Mulhacen. Ke Aventuraaaaaa........ Aqueles momentos de Pânico e aflição
dificilmente serão esquecidos, aqueles ultimos momentos antes de chegar ao cume.RANDE SUSTO!! Esta Aventura foi um Aviso!!! Depois de um grande susto conseguimos chegar ao ponto mais alto da Península Ibérica, Mulhacén (3482 Metros)!!!! Arriscamos e conseguimos, mas será que vale a pena correr o risco? Acho que esta Aventura foi um Sinal, para ter cuidado e respeitar a natureza,  preparar a malta  antes de uma Aventura deste tipo, quer em termos de Equipamento, grau dificuldade e Tempo. Cá vai um pequeno relato de um Escalfadinho que passou por um mau bocado: "Possas

tive medo!! Muito medo, nao sentir as mãos... Estas coisas n são para brincar! A natureza é maravilhosa mas implacável e eu e o frio n somos amigos! Mas o q senti lá em cima, foi indiscritível, compaixão, união entre todos, os estranhos a me aquecerem as mãos, era uma mão de um lado e outra debaixo dos sovacos do cão! Aquilo só vendo, quando comecei a sentir as mãos, ria e chorava!! Eheheh afinal tenho dedos, e estou aqui!! É q era eu, eram as
minhas mãos, bem.... N sei se entendem, nem sei se é para entender! Ali estamos num estado raw, cru".


Resumo da Caminnhada em Autonomia pela Costa Vicentina

 Resumo da nossa Caminhada em Autonomia 
Dois dias pelas Costa Vicentina
Entre Vila Nova de Mil Fontes e Odeceixe

   


Vinte e Cinco Escalfadinhos Escalfadinhos Marafados participaram nesta Loucura de Caminhar pelos Trilhos dos Pescadores da Rota Vicentina entre Vila Nova de Mil Fontes e Odeceixe com apoio de uma Carrinha (Lizete) e o nosso Guardião,  o Ângelo. Na Sexta feira ao final do dia fomos acampar para Parque campismo de Vila Nova de Mil Fontes onde fizemos a nossa Ceia junto as Tendas, foi o nosso
primeiro contacto de Grupo, uns sentados outros de pé lá fomos conversando,  trocando comida que cada um trazia de casa tendo também Sobremesas e Licores de vários tipos, até  uma da Manha......Depois Cama.... As seis da manha a Corneta deu o sinal de Alvorada, tudo de pé para arrumar as tendas e preparar para Partida. As 7:30 iniciamos a nossa caminhada, saindo de Vila nova de Mil fontes, com grandes mochilas as costas, atravessamos Vila,
passamos o Rio Mira, Praia das Furnas, paisagens belíssimas junto ao mar, sentindo o vento, o mar e por vezes com enorme vegetação a volta, lindo...... Depois de caminhar quase cinco horas passamos a Localidade de Almograve onde  almoçamos  na Praia. :-). Depois de mais uma troca de Farnéis, bela almoçarada e ginginha retomamos a caminhada.....até Aldeia de cavaleiros onde fizemos
uma pausa no Café e depois dirigimos para o Mítico Cabo Sardão passamos pela Praia do Túnel, onde fizemos outra pausa, o sol estava a por-se mas........ Porque não ir até a Zambujeira do Mar hoje? E assim foi!!! Retomamos a nossa caminhada, lentamente com o por de sol, passamos pelo Porto das Barcas, pelos dois restaurantes e 13 horas depois de iniciar a caminhada, chegamos ao Parque campismo da Zambujeira do Mar Ufffffff 13 horas
depois com muito sol, areia e alguns sobe e desce, mas o pior mesmo foi a areia eheheheh. Depois de montar as tendas e duche realizamos novamente mais uma ceia .... com os nossos Farnéis :-)..... Neste primeiro dia, fizemos aproximadamente uns 39 kms contando com o percurso realizado dentro de Vila Nova de Mil Fontes.


No segundo dia foi mais calmo, acordamos as 7 horas, sem o som da Corneta, começamos a desmontar as tendas, pequeno almoço, café, e iniciamos a nossa caminhada pelas 9 da manha, e descemos para praia da Zambujeira onde apanhamos a primeira rampa rsrsrsr, mas depoisssss....... LINDOOOO. Praia da Alteirinhos, Praia do Carvalhal, Praia dos Marchados e PRAIA DA
AMÁLIA, onde uma cascata vai finalizar o seu rumo na Praia da Amália....soberboooo.... depois seguimos em frente e chegamos Azenha do Mar, onde está um Porto de Pesca Natural. As 13 sob intenso calor não havia sombras para almoçar somente no famoso Restaurante da Azenha do Mar mas.... estavam somente cento e tal pessoas em lista de espera para almoço.... o ke fazemossss????? Montamos o nosso Arsenal no
chão, sacamos os nossos farnéis e realizamos uma bela almoçarada na esplanada do Restaurante, Grande Tribo de Loucos....... Depois retomamos a nossa caminhada logo com outra rampa para sair da Azenha do Mar rsrsrsrsr....... Depois apanhamos o Mário e fomos até Odeceixe onde tomamos uma banhoca e finalizamos a nossa Loucura no Rogil, Museu da Batata doce. Esta foi, provavelmente a melhor Aventura dos Escalfadinhos Marafados :-).